Me Despeço e Vou

Me Despeço e Vou

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Estranho sonho.

Antes de ontem sonhei. Com um alguém como a noite, que para mim ainda era uma criança.


Descobri seus olhos verdes neste sonho
e um beijo gostoso como mel.
Conheci um abraço apertado, um afago
que me lembrou estar no céu.

Nunca tinha reparado em você assim, com um sorriso sem fim,tão longe e ao mesmo tempo tão perto ... de mim.

Da última vez que nos falamos você era tão pequena,
me admirava de longe, me contava seus problemas,

hoje sem pedir licença entrou no meu sonho
e agora já ta fazendo parte dos meus poemas.



Fico pensando se você também sonhou, se quando acordou olhou para o lado e ao ver seu namorado voltou à realidade. Foi tão puro, parecia uma troca de energias, conversamos pelos olhares e sem pronunciar uma palavra, me deu o melhor beijo que já ganhei.
Porque você foi entrar no meu sonho? Eu não tinha reparado como você era bonita!
Depois que acordei, não sei o que aconteceu. Penso em você a todo o tempo, inclusive no dia em que você me conheceu.


Você veio me perguntar se era eu quem vestia aquele boné azul
que tinha me visto sentado e que não me chamou por estar envergonhada
disse que era amiga da minha irmã e eu te convidei para ir pro sul
confesso nunca tinha olhado você assim, desejado um beijo, como na noite passada.

Você talvez não entenderia o que é se apaixonar em um sonho. Alias, vindo de mim, talvez você não acreditaria. Por mim tudo bem, posso te contar uma mentira, que me apaixonei acordado, em um simples dia.Tudo isso, culpa de um estranho sonho. Sonho que me fez despertar...

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

por favor, não vem me procurar

"... Parabéns pra você, por tentar me enganar

me ferir por prazer num capricho vulgar
Me querer por querer
pra depois se negar à decisão
Abusar sem pensar foi demais pro meu coração

O azar é seu...
se daqui pra frente esta saudade,
em sua vida for metade,
por favor não vem me procurar..."

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

My Butterfly Effect

Talvez você não saiba, mas você me perdeu em uma simples mensagem. Por mais estranho que pareça, ali, eu escolhi um outro caminho, naquele momento eu preferi me afastar.
Durante as madrugadas, não me ligue mais.... Todas as vezes que você liga eu acordo, vejo que é você, mas prefiro não atender.
Depois daquele dia, da praia, que você me mandou aquela mensagem, eu escolhi acreditar no que você dizia e agora estou aprendendo a viver sem você.

(ainda viro esquinas pensando te encontrar, talvez isso nunca mude. Ou talvez, eu apenas não me lembre de como eramos juntos.)

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

antes que você me encontre.

Grito para espantar o medo, os problemas, as pessoas. Preciso de tempo, preciso ficar só. Preciso me encontrar, antes que você me encontre.
Tento te encontrar em outros braços, em outros abraços, outros sorrisos. Ocupo meus dias, minhas noites, não fico sozinho. Sei que na verdade me engano me distraindo, mas é a única maneira de não cair.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

depois de muito tempo...

Com o tempo você aprende que paixão não tem data marcada nem pessoa certa. Você não conta os dias no calendário para se apaixonar e também não escolhe a quem entregar seu coração.

Se fosse tão simples assim, haveria filas de pessoas atrás dos honestos, educados, responsáveis e que não bebem. Mas não é assim que funciona.
Quando menos você espera a paixão chega e normalmente é por aquela pessoa que não tem nada a ver com você. Que gosta de rock e você de samba, que prefere campo e você praia, que gosta de filmes e você de livros. Essa pessoa é aquela que faz suas pernas tremerem ao aparecer, que faz você ficar dias sem comer e que com apenas uma mensagem é capaz de mudar o rumo do seu dia.
Ele não liga quando diz que vai ligar, não entende quando você tenta se explicar. Ela sai e não diz pra onde vai, fica sempre tentando te arrastar para a casa dos pais e sem contar que vive reclamando da sua barba, cabelo... mas quando vocês se encontram, aquelas poucas horas valem mais que a eternidade. É coisa que não se explica: a sensação de paz que ele te traz, o jeito dela sorrir, o modo como ela brinca com você e o jeito que você faz ela acreditar no futuro.
Apaixonar-se é sonhar acordado, é aprender a não enxergar defeitos, é sonhar novos sonhos, conhecer novas alegrias, é acordar sorrindo todo dia.
Mas prepare-se, a paixão não é para os fracos, pois junto com grandes paixões sempre caminham grandes emoções.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

consiglio

Antes de ler um livro, escreva o seu...

Separados por gerações

Quando fico só com meus pensamentos lembro de você, me sinto perdido, mas sei que não estou. Me guio por você e por minhas lembranças e um sentimento de esperança me faz acreditar que ainda vou te ver. Em qualquer lugar que você esteja, por mais distante que seja, eu vejo você. Seguirei aqui, embaixo das estrelas, sem desanimar, porque quando chamo seu nome em minhas orações sei que pode me escutar.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Meus queridos olhos azuis

E foi assim que tudo aconteceu depois de um lindo dia de primavera, de noite, de surpresa, de repente...
Quando entrei na casa, você não estava mais lá e, por incrível que pareça, eu já sabia que você não estaria.
Talvez você deva ter visto do telhado da casa, do alto de algum lugar, que eu não chorei. Não chorei porque sei que o senhor não morreu. A gente não morre e o senhor deve ter descoberto isso agora, não é?
Também não quer dizer que eu não vá chorar. Vou chorar sim, de saudade quando assistir ao Corinthians jogar e sentir falta de você brigando com o time, quando quiser ouvir suas histórias de criança. Vou sentir saudade de te explicar como funcionam estes tão complexos telefones celulares de hoje em dia e de te contar como estão as coisas no trabalho.
Talvez, agora aí no céu, o senhor saiba que eu sentei para conversar com você algumas vezes pensando que poderia ser a última. E esta última vez chegou.
Depois de tudo, de nossas longas conversas, dos jogos de xadrez, dos papos sobre o Corinthians e das histórias de infância, só tenho um último pedido a fazer. Peço que o senhor volte para me contar como são as coisas aí em cima, se o senhor está se adaptando, se está aprendendo novas coisas sobre esta nova vida, assim ficaremos papeando durante horas, como fazíamos no sofá da sua casa, para eu matar a minha saudade e ver, pela última vez, seus lindos olhinhos azuis, que sempre me transmitiam tanta calma e que quando cheguei para vê-los pela última vez, já estavam fechados.

(agora que seus joelhos já não doem mais, venha visitar a vovó também e conte para ela que o senhor não morreu, porque talvez ela não saiba)



Eu te amo, Vô.
Vou sentir saudade de ser seu neto.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Desabafo.

"É assim, todo dia a gente luta, acorda cedo, atura desaforo, mas não desvia a nossa conduta, sempre busca de uma verdade oculta, segue sem olhar pra traz, sem dar bola pra nenhum filho da puta. No final do mês a gente soa frio, o salário atrasa, a criançada chora e a gente pensa em trocar tudo por um fuzil. Se não parar pra pensar duas vezes o coração vai a mil, um estrondo, tiro, bala. Isso não é pra mim, puta que o pariu.

O país ta cheio de rico metido, que não faz nada o dia inteiro e eu aqui lutando pra não ser mais um pobre fudido. Você me chama de maloqueiro, favelado, bandido. Prefiro ser assim a ser você: magnata fedido.
Isso é apenas um desabafo de um homem direito, trabalhador, que estudou e lutou para ser merecedor,
que acorda cedo e busca um futuro promissor, mas está cansado de ver bandido ser chamado de doutor.

Para muitos TER é melhor do que SER. Ora, por favor! Você valoriza seu bonito carro, enquanto eu busco de paz interior. Nós dois somos iguais diante do meu Senhor. Na real somos diferentes, porque em matéria de merecimentos e conquistas, você é o aprendiz e eu sou o professor."

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

seus sonhos.

Talves eu seja o seu cinto de segurança...



Mesmo que distante, eu sempre vou estar por perto.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

The Alzheimer’s Society




Em uma das minhas manhãs de pesquisa de referências, assisti a um comercial e fiquei pensando:

" Como deve ser triste ter Alzheimer. Não conseguir mais se lembrar de tudo o que passou, das sensações de reencontro com pessoas queridas, de momentos importantes e que um dia foram marcantes em sua vida, de grandes amores. Ironia talvez, afinal, muitas vezes pedimos para esquecer antigos amores, com medo de sofrer."
Não tenha medo de chorar por alguém, ou medo de sentir saudade. Lágrimas, foram feitas para serem choradas e transformadas em lindos cristais que iremos guardar para o resto da vida. Não tenha medo de sair do trabalho no meio do dia, atravessar a cidade e ir até a pessoa amada e se declarar, não tema reencontros e evite ter orgulho. O orgulho só vai fazer você se distanciar das pessoas que ama. Faça sempre tudo que tiver vontade e junte em sua memória, o maior número de lembranças possíveis e lindas histórias para contar, pois seguramente são uma das poucas coisas que vão te distrair na velhice. Boas lembranças e lindas histórias só existem para serem contadas para os netos. E pode ter certeza, eles vão adorar ouvir....

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

desritmia

Como tudo seria se quando precisasse enxergar me fizesse miopia. Que decisão naquele momento será que eu tomaria? Ou desistiria de tentar e ficaria sonhando para que acontecesse um dia.
E se me mudasse? Fosse para o outro lado do país para que ninguém mais me encontrasse, onde em um fundo oceano eu mergulhasse e nadasse, nadasse...
Talvez as coisas não seriam assim. A cada decisão tomada uma nova história, enfim. E eu ainda hoje sem saber de mim, procurando um fim.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

um black...

Hoje ouvi um black que falava assim...

"...ela swinga
ele chaga devagar
ele coloca ginga
ela bota pra dançar
Muita mandinga
sei no que vai dar
ela sem ele
não pode ficar..."


talvez ela ouça um dai também.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Certezas.


Não chore ao ler meus escritos, talvez eu seja apenas alguém treinado a escrever poesias.
Talvez eu saiba falar de amor, mas não saiba vivê-lo. Quem sabe?
Escrever é o meu ganha pão, é o que me ensinou a viver de sonhos e o que me  ajudou a conquistá-los também. Escrevendo eu comprei as minhas coisas, minhas viagens, tudo o que tenho... eu desenhei meu futuro com palavras.
Entre refrões, estrofes e vírgulas eu fiz todos sonharem. Entre frases arquitetadas, campanhas e versos, eu fiz eles acreditarem.
Talvez eu não tenha certeza de tudo que falo, nem do que crio. Talvez eu seja apenas um garoto... precisando de certezas.
"Bem mais que o tempo
que nós perdemos
ficou pra trás também o que nos juntou
Ainda lembro o que eu estava lendo
só pra saber o que você achou
dos versos que eu fiz
e ainda espero
resposta..."

segunda-feira, 18 de julho de 2011

apenas em lembranças

E ontem eu descobri que tudo isso está chegando ao final. Sem querer, sua escova de dente que sempre ficou ao lado da minha, me fez lembrar você. Quando fui dormir, ela estava ali, cor de rosa, ao lado da minha azul. Naquele momento, eu consegui me lembrar de você com um sorriso no rosto e surpreendentemente, não fiquei triste, nem nenhum sentimento ruim me tomou os pensamentos. Eu apenas sorri. Em pequenas frações de segundo, seu rosto me veio à mente. Junto à sua imagem, faltavam muitos detalhes. Não consegui me lembrar do seus olhos, seu nariz. Apenas lembrei seu sorriso, que é impossível de esquecer, e de sensações como seu cheiro e o quanto feliz eu ficava ao te encontrar

Parece que este amor está chegando ao fim, seus detalhes já não fazem mais parte das minhas memórias, as más lembranças já não me assombram mais e dentro de tudo isso, sobrou apenas o que eu sempre quis dentro de mim. As boas lembranças.
Talvez hoje, para mim, você tenha se transformado em lembranças e sensações... um olhar, um pensar, um sorriso.
Parece maluco, mass eu fico triste de ver que está chegando ao fim. De uma maneira quase inexplicável, vou sentir falta em ficar triste ao me lembrar de você. Apesar da tristeza, era um modo de te amar.
Hoje, o tempo está cumprindo seu papel, fazendo com que tudo tome o seu devido lugar e reste apenas o que sempre sonhamos - a pessoa ideal. Acredite, você se transformou em tudo o que restou de bom na nossa relação, apenas em lembranças.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Teu(s) segredo(s)

Como eu pude um dia me apaixonar por você?

Como eu pude um dia me envolver com alguém assim?
Tão diferente de mim
Tão nem aí pra sonhar
Por que tem que ser assim?
Bem que podia mudar

Se é errando que se aprende, eu aprendi com você
Só se sabe o que é bom quando conhece o ruim
Graças à Deus teve fim
Viver sofrendo não dá
Faça um favor pra mim?
Nem venha me procurar

Não perco mais um dia de sol
Nem deixo que tua sombra me assuste
Nem pense que eu fiquei na pior
Não vem me procurar, desilude
Você me entristeceu sem saber
Eu tive que mudar, foi preciso
Teu segredo roubou o meu sorriso...

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Sábado.


Sábado, foi o primeiro dia do resto da minha vida. Eu fui visitar o mar, ele sempre de diz para onde seguir, quando não sei para onde ir. E antes de dormir resolvi sair, tinham muita gente e por alguns momentos consegui não lembrar você. Dancei, bebi, dei risada... Na hora de voltar, me perguntaram se eu não queria ficar mais, elas queriam me levar em casa, mas eu preferi ir sozinho. Eu sabia que o sol estava nascendo e se aproximava a hora de eu voltar a lembrar de você.

terça-feira, 5 de julho de 2011

É esse seu medo de amar...

Eu só precisava entender, por isso fui até você. As coisas não estavam claras, as atitudes e as palavras se chocavam e diluíam no ar como boas ideias guardadas em gavetas. E você me disse...
“Tenho medo de ver você, tenho medo de voltar a chorar, de ver minha vida terminar de novo, tenho medo de te ver e não conseguir mais viver distante”. Eu te chamei para sermos juntos e você disse não ter coragem, disse ter medo de ver seu mundo acabar novamente. Talvez você acredite que um dia vá esquecer esse grande amor, ou vai guardá-lo a sete chaves em um baú no coração. Talvez você acredite (como me disse) que grandes amores só são esquecidos com outro amor...

Então, eu vou te contar uma história...

Um dia eu acreditei ter o poder de matar um grande amor dentro de mim e, sinceramente, um grande amor é imortal.
Você pode se distanciar dele, esconder as fotos, tentar apagar as lembranças, se afastar das pessoas que o fazem lembrar dele, ou até mesmo trocar de cidade. Você vai achar que tudo está dando certo, ele não está mais presente no seu dia-a-dia, você já não pensa mais nele ao se deitar e também não pede mais que Deus o guarde ao rezar. Vai parecer que tudo está como deveria, até que vem o cheiro dele em um livro, você o encontra sem querer na padaria, ou até mesmo em um sonho. Então, tudo volta e você começa a pensar como seria se as coisas fossem diferentes. Não se você voltasse atrás para modificar o passado, mas sim começar um novo futuro. Mas então, pode ser tarde... ele já pode ter outra pessoa, morar em outra cidade, ou até mesmo ter uma nova família. Vocês vão conversar e ele vai dizer que te ama sim, afinal ninguém consegue matar um grande amor, mas agora, quem não quer que vocês fiquem juntos... é a vida. E vocês se amarão para sempre, distantes, cada um com suas vidas, guardando boas lembranças e contando lindas histórias de amor para os netos.

Eu precisava te contar isso sobre os grandes amores... se você quiser tentar matar um, vá em frente. Só não se iluda de que irá conseguir...
"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim. " Chico Xavier

terça-feira, 28 de junho de 2011

lembrar você do que passou

"Confesso vivi um grande amor

e hoje vim te elogiar
lembrar você do que passou
me despedir e te falar


Que sem dúvida você é a minha mulher
que a minha vida vai marcar
que sempre nas pontas dos pés
de manhã vinha me acordar
Use o esmalte que quiser
você sempre linda vai estar
de rosa choque ou de café
eu sempre vou te admirar


Conte comigo meu amor
confie ao seu lado eu vou estar
e sempre que você quiser
estarei aqui para aconselhar

Pinte os cabelos se quiser
de qualquer cor eu vou gostar
acredite se você puder
eu vim aqui pra te falar

Ouço seu silêncio de mulher
apesar de distante eu estar
discretamente me chama em fé
eu sei que chora ao rezar
Apareça na janela se puder
só para eu te acenar
guarde minhas camisetas se quiser
quando adormecer vou te visitar..."

segunda-feira, 27 de junho de 2011

para que tudo isso passasse

Existem coisas que a gente não escolhe, escolhem para a gente.

Por exemplo, não se escolhe de quem gostar, não se escolhe quem, de verdade, vai marcar nossas vidas para sempre, não se escolhe se amanhã vai fazer sol ou chover, não se escolhe não envelhecer..
Coisas assim não se escolhem, elas simplesmente acontecem. Gargalhadas acontecem, despedidas acontecem e reencontros também. Eu gostaria de descobrir quem é a pessoa que escolhe tudo isso que não é escolhido por nós, quem é que escolhe se no final de semana vai fazer calor, se naquele dia iremos rir até perder o fôlego e ficarmos sem ar, por quem amanhã iremos nos apaixonar.
Eu queria conhecer essa pessoa apenas para um pedido – para que tudo isso passasse logo e eu consiga esquecer você.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

nossa conversa cantada...

Em uma roda de samba foi que a gente se conheceu, entre cordas, pandeiros e tamborins. Entre uma música minha e outra, os Deuses do Samba nos uniram, aproximaram nossos olhos, aproximaram nossas bocas e corações. Uma noite mágica que até hoje não tem fim.
E através de um samba, chegou a hora de nos despedir.
Através de uma linda conversa musicada... como a nossa de ontem a noite.


Se precisar, sabe onde me procurar. Fica com Deus.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Se...

Não sei se existem pessoas certas. Talvez existam momentos certos, para determinadas pessoas. Eu já vi grandes amores partirem na hora certa, eu já vi amores nascendo junto com as manhãs de verão e vi também bons sentimentos morrerem no outono, como flores que secam nas árvores.
Também já presenciei um grande amor partir antes da hora...
E em casos como este, talvez para o resto de nossas vidas, vamos ficar com aquele sentimento de dúvida de “se” iria dar certo. Talvez desse, talvez fosse apenas mais um, como os outros que passaram. Certeza, nunca teremos. Mas aquele sentimento de “se”, talvez fique para sempre...

quarta-feira, 1 de junho de 2011

rabiscando solidão


Talvez, o mundo esteja assim em sua essência. Maquiado por fora, com algumas árvores bonitas nas praças, ainda algumas belas praias que restam, alguns dias de céu azul... mas destruído por dentro, na alma.

Talvez, toda essa destruição seja apenas o reflexo dos contemporâneos corações que têm como costume a individualidade, o mais puro egoísmo e o hábito de brincar de enganar. Talvez, seja apenas um quadro, que represente a transição entre o apocalipse e a divina civilização de Isaias, aonde o lobo e o cordeiro pastarão juntos e os homens confiarão uns nos outros como meninos.

Ou talvez seja apenas alguém rabiscando solidão...

sexta-feira, 27 de maio de 2011

As vezes, seu ódio me faz mal

Gostaria que fosse diferente, às vezes eu até me pego pedindo para que fosse. Amor é uma coisa muito estranha. Nós, que nos dávamos tão bem, riamos tanto juntos e das diferenças fazíamos semelhança, hoje, não conseguimos conversar mais. Você, quando me procura, procura para dizer coisas ruins e me inundar de energias negativas. Eu, quando vejo algum recado teu ou meu telefone tocar com seu nome, fico tenso ao imaginar o que está por vir. É estranho como um grande amor tem o poder de recriar-se, aparar algumas arestas, afinar-se e transformar-se em ódio. Talvez seja amor travestindo ódio, ou talvez a saudade que nos sufoca e nos faz gritar. Juro que por mim, tudo seria diferente. Talvez um dia seja...
Talvez um dia seja assim... um grande amor sem fim em um lindo jardim, repleto de sim.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Transfor-maria.

Eu me transformaria no que você quisesse, voltaria a ser famoso, a tocar, até em mendigo poderia me transformar. As fotos e antigas namoradas não vão sumir, mas eu posso garantir que foram apenas pontes que me trouxeram até aqui. Você sem nem mesmo perceber, através de versos e poemas, me ensinou a escrever, e hoje eu vivo assim, vendendo histórias, sonhos e promessas, mas no fundo, buscando um grande amor sem fim...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Certezas incertas.

Sabe, eu sempre tive certeza, lá no fundo, de que um dia iríamos nos conhecer (melhor). Eu sempre imaginei tanto. Perdi algumas noites de verão pensando em como seria tudo. Se nos daríamos bem, se eu te mostrasse os meus lugares e você me levasse aos seus, se você me mostrasse seu livro de poesias e eu, meus desenhos, se nossos mundos tão distantes, em um segundo se tornariam próximos. Eu sempre soube que poderia te ajudar em suas incertezas e você me fazer rir em dias cinza, eu sempre soube que você sabia que eu voava até sua janela para te ver dormir... Certezas tão certas, que se mostraram incertas.
O tempo passou. Nossos dias já não são mais iguais. E agora, talvez, já seja tarde demais...

quinta-feira, 19 de maio de 2011

as vezes tão perto, as vezes tão...longe.


Fiquei feliz com o recado seu. Parece que eu tinha esquecido o quanto era bom conversar com você. Talvez você não faça idéia, mas eu estou pensando, de verdade, em ir te visitar aí. Minhas férias estão chegando, quem sabe eu vá, e acabe ficando, ficando...
Estou me deixando levar. Quem sabe o vento não me leve até aí.

Eu apenas me esqueci...

E em um piscar de olhos tudo acabou. Os olhos que antes sonhavam, despertaram, as bocas que ha minutos sorriam, não sorriem mais, o que era real virou história. E eu estou aqui, sem saber para onde ir. Olho na janela da sala, estrelas que fazem das noites frias de maio, mais belas. Imagino como serão as coisas daqui para frente. Penso se de onde você está também consegue ver estrelas, em especial esta, a quem faço pedidos. Eu cheguei a acreditar que seria pra sempre. Eu apenas me esqueci que o que é pra sempre, sempre acaba.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

medo

Eu te procurei e você me disse que tem medo de me amar. Teme gostar, de novo, mais de mim do que de você mesmo. Tem medo de passar noites sem dormir e derrubar algumas lágrimas de saudade. Você, sem perceber, me disse que tem medo do amor.
Eu tinha prometido muitos textos, poesias e músicas para você, mas confesso ter que voltar atrás. Terei que apagar você dos meus pensamentos e do meu peito também. Porque nele só pode entrar quem não tem medo de sonhar.
[A-deus]

Anjos em minha vida

Desde que eu me lembro, a vida me trouxe alguns anjos. Alguns anjos não para cuidar de mim, mas sim, para eu cuidar deles. Anjos que cada um com suas particularidades me fez admirar, me fez apaixonar. Andei pensando e percebi que talvez eu não tenha nascido para ter um anjo em minha vida. Esses anjos têm corações puros, amores verdadeiros e sorrisos iluminados, e eu realmente não sei o que tenho para atraí-los para perto de mim. Talvez, quando eu descobrir, não os deixe partir...

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Eu só queria dizer que

a vida é muito mais que dias cinzas. É muito mais que colegas e muito mais que trabalho. A vida é feita de amigos, de acordar cedo e olhar pro mar, sentir o vento salgado e a areia nos pés. A vida é feira de grandes histórias, céu azul, novas experiências, viagens. Fazemos nossa história rodeado de gente que amamos, gente que nos faz feliz, gente que nos ensina a viver e a sonhar. Contamos nossas histórias para quem gosta de escutar.A vida não é feita de brigas, discussões, obrigações, nem rotina. A vida é feita de alegria, gargalhadas de tirar o fôlego e doer a barriga. A vida é feita de muito amor, bom humor e paz. Hoje é sexta feira, é dia de largar as amarras, esquecer os ternos e os sapatos, que tanto incomodam, e mergulhar fundo. É dia de vestir bermuda, pegar os chinelos, fazer as malas, esquecer dos problemas e lembrar da vida!
É dia de sentar embaixo da arvore e comer fruta, é dia de deitar na grama e conversar com o sol. É dia de lembrar que a vida é muito mais do que estamos acostumados. É dia de criar coragem e mudar...

quarta-feira, 11 de maio de 2011

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Cartas para Julieta

Todos têm sua Julieta.
Um amor puro, muitas vezes de tirar o fôlego e arder de paixão. Amor daqueles que você larga tudo e todos, troca de cidade, larga a rotina e aprende a sonhar de um jeito diferente. Sonhar com os olhos abertos.
Mas como na história de Shakespeare, amar não é fácil. Encontrar-se escondido, aceitação dos pais e atração de dois opostos, nem sempre é a formula certa para dar certo.
Pois é, minha Julieta, eu também acreditei que nossa história seria diferente. Mas, as luzes se apagaram, o público aplaudiu, a cortina se fechou e nosso amor virou história. (daqueles que as mães contam para suas filhas)

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Sobre pássaros...


Quem nunca encontrou um pássaro lindo, ágil, que voava entre as arvores, se encantou e pensou “Esse pássaro poderia ser meu”. Às vezes a vida nos apresenta lindos pássaros e entre um bater de asas e outro, nos faz apaixonar sem perceber. Essa paixão é tão pura e tão grande, que em uma inocente atitude, colocamos o lindo pássaro em uma gaiola.
Às vezes por inocência, às vezes por egoísmo, ou por simplesmente querer protegê-lo do mundo lá fora, fazemos dessa linda gaiola sua casa. E com o passar dos dias, o pássaro começa a perder seu encanto... Não canta mais ao ver o sol nascer, não bate mais as asas na chuva e nem exala felicidade como antes. A gente se ilude ao pensar que sua beleza está em seu canto ou em seu bater de asas, quando na verdade sua beleza está em sua liberdade. A liberdade que o permite visitar as mais altas nuvens, que da forças para ele voar até bem perto do sol e se secar da chuva, que o faz exalar beleza em um simples bater de asas, e ascender à paixão dos que o admiram.

Pássaros não nasceram para viver em gaiolas. E por isso, chegou a hora de eu voar...

quinta-feira, 7 de abril de 2011

como conseguiu entrar?

Com a cabeça em qualquer outro lugar que não seja aqui e meus cotovelos sobre a mesa viajo através de pensamentos para chegar mais próximo de você.
Não sei explicar, nem para mim mesmo, porque entre um plano e outro, sonhos e lembranças, você transita em meus pensamentos. Sempre presente de alguma forma, nem que seja apenas pelo perfume. Gostaria de saber, qual foi a primeira vez que você entrou neles. Gostaria de saber, como você conseguiu entrar nos meus pensamentos.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

borboletas dentro de mim.

"Nunca mais sentiu,
nunca mais sorriu,
nunca mais me viu.
Nunca mais me leu,

nunca mais se deu,
nunca mais escreveu."

E eu, ainda sinto saudades das borboletas que você levou, quando partiu. Elas moravam dentro de mim.

terça-feira, 29 de março de 2011

de amigo a amigo...

Nada muda o destino, hoje tudo faz sentido, sentido que me faz viver. E a in-crível vida, tão generosa comigo, veio de amigo a amigo me apresentar a você.

E assim, hoje você me usa, pede que eu te conduza, tudo para o seu bel-prazer. Eu te peço que não ligue para amores antigos, pois tudo o que foi sentido, se tornaram estrada, que me levou a você.

entre um parágrafo e outro.

As vezes fico pensando em que fazer com a vida, em mudar rumos e atitudes, brinco de sonhar. Penso em tudo isso, mas também penso em como estariam os que ficassem. Um pouco de saudades, fotografias, cheiros, sorrisos, lembranças.
As vezes me dá uma vontade de partir, entre um parágrafo e outro.

quarta-feira, 23 de março de 2011

preferi o silêncio.

Hoje você foi dormir calada, com um beijo de boa noite.
Você falou sobre nós, sobre seu passado e sobre o que pensa sobre tudo isso. Eu entendo tudo que disse, embora acredite que muitas coisas possam ser diferentes.
Sei que você ficou esperando que eu falasse também. Mas hoje, eu preferi o silêncio.

você não acreditaria

Se eu te dissesse o quanto te amo, você não acreditaria. Você nem imagina o quanto pensar em você me faz bem, o quanto ter você por perto, de qualquer forma que seja, me faz feliz. Te faço presente em meu cotidiano e me faço sonhar com dias que ainda virão. Me coloco a planejar o futuro e brincar de bola de cristal. Teus olhos me acalmam, me fazem mais tranquilo, responsável.
Tenho que admitir que todas as noites antes de dormir rezo por você. Tenho que admitir também, que na verdade rezo por puro egoísmo, por puro medo de te perder, afinal, não sei o que aconteceria com meu mundo sem você.
Você não acreditaria se eu dissesse que escrevo sempre aqui e espero que você leia, em qualquer lugar que estiver. Que apesar de diversas pessoas que passaram em minha vida, sempre sonhei em ter alguém como você. Estas pessoas foram apenas pontes para nos levar até o fim da estrada e o começo de uma nova vida.

Mas...
se eu te dissesse, você não acreditaria.

quarta-feira, 16 de março de 2011

3° Mundo

"...É um sonho bom
um poema de Drummond
a magia de um som
que se espalha pelo ar
Eu digo
a nossa vida é louca mas não pense
que a luz que antes brilhava
se apagou..."

Apenas quando eu durmo.

E quando eu durmo, consigo ver você nos meus sonhos, apenas nos meus sonhos. Sinto você por perto respirando fundo, as vezes sorrindo para mim. Consigo matar a saudade até o momento em que caio de uma ponte. Apenas nos meus sonhos.
Acima do céu, das estrelas, onde os anjos voam, sei que esta por lá. Não tenho medo de voar tão alto, sei que não morrerei. Você está em algum lugar, eu sei. Apenas quando eu durmo.

alguns anos depois.

E depois de alguns anos, eu voltei...

Não consigo expressar em palavras a felicidade que sinto, ainda não aprendi a traduzir sentimentos. Depois de atravessar oceanos, colocar os pés na terra molhada, conhecer o outro lado do sol, eu estou de volta. Depois de observar e ser observado, depois de conhecer esquinas escuras e algumas lágrimas e incertesas. Algumas noites depois, alguns sonhos sonhados, alguns abraços apertados, alguns minutos atrasados.
Depois de passar por lugares onde sentimentos são esquecidos e saudade não faz parte do dicionário.
Estou feliz por estar de volta. Estou feliz por voltar... a sorrir.

quinta-feira, 10 de março de 2011

uma simples canção.

Quando o inverno chegar
nosso coração vai aquecer
vai nos fazer apaixonar
sem sequer perceber


Transformará teus olhos
em vestidos d'agua
transformará os meu sonhos
fazer esquecer das magoas


E entre sentimentos, coração
entre voz, violão
entre nós
uma simples canção


Preocupe-se dos pés à cabeça
em cuidar bem de um grande amor
e por favor não se esqueça
que do amor nasce flor


E entre sentimentos, coração

entre voz, violão
entre nós
uma simples canção

mas eles, se esqueceram...

Enquanto ele dormia, os anjos planejavam sentados em sua janela, como e quando ele iria encontrá-la. Ele sempre esteve a procurá-la, mas mal sabia que as coisas aconteceriam na hora certa.

Eles talvez frequentassem os mesmos lugares, mas não se enxergassem. Ou talvez estivessem em lugares diferentes tentando se encontrar.
Os dias foram passando e os anjos trabalhando, aproximando-os aos poucos. Sem que eles percebessem, notaram alguns amigos em comum, sem querer estavam no mesmo lugar e os olhares se cruzaram. Os anjos estavam em festa, a energia que pairava pelo ar fazia com que as estrelas brilhassem mais do que o normal, e naquele verão foi que tudo começou.
Mas eles, se esqueceram de planejar o que viria depois...

quarta-feira, 9 de março de 2011

rodando em circulos.

Um dia me ensinaram que eu deveria ir atrás de você... e eu fui.
Te procurei pela noite, em todos os tipos de lugares, vazios e lotados. Caminhei sozinho, olhando rostos que me confundiam, procurei você entre músicas e sorrisos. Fui atrás em outras cidades, falei outras línguas, remei em outros mares. Talvez esteja na hora de eu descansar um pouco, ficar um pouco mais parado. Assistir a um filme, dormir cedo, para ver o sol nascer. Quem sabe assim, você não me encontre.
Talvez estejamos andando em círculos.

Na hora do almoço...

Na hora do almoço, enquanto uns saem da agência para caminhar, outros assistem TV no refeitório, eu escrevo...
Escrevo sobre a vida, escrevo sobre amores, sonhos, viagens! E também sobre saudades.
Me coloco para pensar e lembrar, fico a desejar.
"Lugares calmos, onde as ideias que tenho não precisam ser vendidas, onde eu não precise convencer ninguém a comprar nada, porque as pessoas se importam muito mais em ser, do que em simplesmente ter. Um lugar onde as recompensas são abraços apertados e gargalhadas que contagiam os desafinados. Onde as pessoas desejam céu azul e água salgada e esqueçam um pouco de ficar conectadas.
Lembro de lugares onde as pessoas são mais felizes porque acreditam, com força, que podem para sempre viver de arte e os dias são mais cumpridos, porque ser feliz faz parte."
E todos os dias são assim, eu planto sonhos e planos porque sei que a hora de realizá-los está chegando.

?

Algumas noites acordo de olhos fechados. Não consigo me movimentar. Não consigo respirar. E uma mistura de angustia e agonia me envolve.
Sinto meu corpo sendo puxado para uma imensidão sem luz, talvez um grande buraco, talvez vácuo.
E toda vez, quando eu não aguento mais resistir a meu corpo ser puxado, quando já estou me entregando, sem forças, você me acorda e eu volto a respirar.
Mas e agora?
Como serão minhas noites... sem você?

sexta-feira, 4 de março de 2011

e agora?

Pensei em morar em São Paulo. Mas desisti de viver para trabalhar.
Pensei em morar na Bahia. Mas vim embora com medo de ficar devagar.
Pensei em morar em Santa Catarina. Mas voltei antes da saudade apertar.
Pensei em morar na Austrália. E retornei antes de me esquecer onde era o meu lugar.
e agora, por quem vou me apaixonar?

quinta-feira, 3 de março de 2011

Mas eu...

Eu sempre te avisei que a cada mentira sua, eu dava um passo para traz, e que um dia eu criaria coragem para correr e nunca mais voltar. Pois é, este dia chegou. Esta foi a última mentira que ouvi você contar. Esta foi a última mentira que eu fingi acreditar. Eu cansei. Cansei de me enganar, cansei de tentar acreditar, cansei de sonhar que poderia te mudar. Eu sempre soube que não poderia te mudar, sempre soube que você é assim e será desse jeito para sempre, não sei porque insisti tanto. As vezes eu crio um mundo onde as coisas e as pessoas são diferentes do que realmente são. Acho que faço isso para não me desiludir de vez com os bilhões de corações que existem pelo mundo. Eles são todos iguais. Um dia cheguei a acreditar que você poderia ser uma pessoa diferente das outras, pensei que você conseguiria entender a grande diferença entre "ser" e "ter", e você daria valor para as coisas que realmente valem a pena na vida. Trocaria o seu shopping pela minha praia, deixaria de lado o salto-alto e preferiria havaianas. Talvez você nunca prefira havaianas.
Mas eu...sempre serei assim de...

"Acordar cedo

Sentir a energia salgada do vento
A doce brisa do mar
Acordar cedo
E da uma sacada na bóia no tempo
Será que vai rola
Acordar cedo
Faze pela vida fazer por mim mesmo
Eu hei de conquistar
Acordar cedo
Seguir pela trilha da onda da vida
Reza pra iemanjá"


 

quarta-feira, 2 de março de 2011

"Pra poesia que a gente não vive transformar o tédio em melodia...

(Todo amor que houver nessa vida)"

Cazuza

me acalma

Chove lá fora e meus pensamentos voam até você. Sinto um pouco de frio e preguiça, misturados com aquela vontade de deitar no sofá ao seu lado. Faz algum tempo que não a vejo, fico pensando onde está você agora, o que faz e se ainda se lembra de mim.
Penso se ainda é aquela pessoa por quem me apaixonei ou se o passar dos dias modificou sua essência. Se ainda tem aquele sorriso que inundava os corredores e aquele olhar por quê me apaixonei. Você ainda tem aquele olhar, ou os novos amores já o modificaram? E aquela timidez que nos circundava e nos obrigava a falar muito mais por olhares do que por palavras, ainda existe?
Penso se ainda vou te encontrar, só mais uma vez, porque ando muito angustiado e a sua presença... me acalma.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Até quando?

Algumas noites atrás sonhei com você.
Não me lembro exatamente onde eu estava, nem o que estava fazendo, lembro apenas que eu estava em um lugar que eu sabia que poderia te encontrar e te encontrei.
Você estava com os cabelos lindos, como sempre. Quando você me viu deu um sorriso amarelo e eu fui até você sorrindo.
- Tudo bem? eu disse.
Você disse que estava tudo bem e eu perguntei como estava a sua irmã.
Você sorriu e me abraçou.
Quando nos abraçamos, senti aquela sensação de quando nossas mãos se tocaram pela primeira vez. Ficamos alguns minutos ali, abraçados, sentindo nossos corações acelerados e quando eu olhei para você, você também estava chorando. Nosso choro não era de tristeza, era de saudade. Um choro de reencontro.
E derrepente eu acordei pensando "até quando vou amar você"?

"Quando dois corpos fogem um do outro, as almas se encontram."

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

quando eu era pequeno...me tornei publicitário

Quando eu era pequeno, eu sempre tive certeza de que seria um artista. Não necessariamente famoso, mas necessariamente artista. Eu sempre achei as coisas chatas, contas na escola, rotinas simétricas e por isso desde cedo escolhi a arte.
Nadei de braçadas entre ilustrações, coreografias, e notas musicais, mas o que eu não sabia é que entre uma respirada e outra, neste imenso oceano que é a vida, eu me tornaria maluco.
E nessa mistura de insanidade e arte me tornei publicitário.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

quando você voltar, ou eu for viajar

[Onde você se esconde
Aonde te encontrar
Em um lugar bem longe
Em minha cabeça

Onde você se esconde
Que nome você tem
Se você mora em Londres
Se você tem alguém...]

Dentre tantos pensamentos, um deles me persegue há anos
entre tantas viagens, uma delas não sai da minha cabeça
dentre tantos caminhos, um destino terei que escolher
entre tantos finais de tarde, escolhi em passar um com você

Talvez quando você voltar, voltemos a conversar
ou talvez quando eu não aguentar, corra pra te encontrar
talvez chegou a hora de viajar, para buscar meu par
que eu jamais imaginei estar,
distante e perto, ao ponto de me fazer sonhar

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

apenas por enquanto...

Por enquanto eu me engano, prefiro acreditar em uma realidade que sei não ser real. Crio uma menina frágil, inocente, em minha cabeça, mas sei que essa não é você.
Prefiro acreditar nas tuas verdades à enfrentar meus sentimentos, à realidade. Escolho estar ao teu lado pois ainda não tenho forças, nem coragem para correr.
Mas isto é apenas por enquanto, pois hoje eu escolhi não me enganar mais...
e amanhã, o sol nascerá diferente... pelo menos para mim.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

para eu me declarar

Me pego, algumas noites, pensando em você. Pensando em como seriamos juntos... acho que seríamos um casal atrapalhado, eu sou muito distraído e você não tem cara de ser muito organizada. Gostaríamos de coisas diferentes, mas nos divertiríamos juntos... seríamos aquele casal digamos que alto astral.
Visitaríamos o mar aos finais de semana e aproveitaríamos o verão até seu último segundo.
As vezes, me pego pensando se ainda vou te encontrar nem que seja só mais uma vez.
[para eu me declarar]
Buscando novas Inspirações.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Para que as coisas voltem a ser como eram antes. (A cidade que roubava sonhos)

... e quando ele voltou do Sul para São Paulo, tudo parecia diferente, as plantas eram mais verdes, o céu mais azul e as nuvens mais macias. O sol trazia energia e vontade para sonhar.
Mas depois de alguns anos...
A cidade o infectou com seu poder de miopia, deixando seus olhos menos sensíveis aos tons dos verdes das plantas. A rotina o destraía e não o deixava olhar para o céu, que consequentemente secou seu coração e ele aprendeu a não mais chorar.
Mas em um final de tarde de verão, o pôr-do-sol e seu imenso laranja entre as nuvens puxou seus olhos para o céu e em uma fração de segundo ele lembrou-se de quem realmente é.
E por isso, precisa voltar para onde veio...


Para que as coisas voltem a ser como eram antes.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Preciso me afastar agora.

Preciso me afastar agora, porque eu cheguei a acreditar, de verdade, que tudo iria dar certo. Confesso que cheguei a fazer planos, a imaginar viagens e até mais do que isso, eu cheguei a sonhar. Mas as vezes a vida nos mostra situações que nos surpreendem.
Depois de tudo, prefiro seguir em frente e guardar apenas os bons momentos, os finais de tarde, os sentimentos. Escolho seguir, sozinho, com meus sonhos e minha eterna procura por uma metade.
Preciso me afastar agora para reconstruir algumas coisas que foram desconstruídas, para costurar confianças desfiadas, para encontrar algumas respostas para minhas inúmeras perguntas.
Só quero que saiba que tudo foi muito bom e que as coisas duram o tempo que tem de durar. Só assim, sobreviverão apenas as boas lembranças.
Prefiro me afastar agora...

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Talvez você tenha razão

Talvez a gente tenha tudo para dar certo, desde a primeira vez que nos vimos. Como você sempre disse. Talvez não somos tão diferentes assim como eu imaginava, ou talvez, os opostos se atraiam como você me ensinou. Talvez o meu áries combine mais com seu aquário do que poderíamos imaginar.Talvez os fins de tarde na praça devam acontecer mais vezes, as idas ao cinema, os potes de sorvete, os brigadeiros... Talvez eu deva escrever mais para você e você ler mais sobre mim. Talvez eu deva ser menos distraído, mais atencioso, viajar menos e ficar mais. Talvez nossa história já tenha começado a ser escrita e só eu não tenha percebido. Talvez esteja na hora de voltar a sorrir.
Talvez você tenha razão...

[e foi assim, entre um "talvez" e outro, que o tempo foi passando e eles, sem se quer perceber, foram vivendo dias que serão lembrados pelo resto de suas vidas.]

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Amores Imperfeitos

parte de uma grande carta.*

"... e alguns anos depois eu vou estar caminhando distraído e sei que vou te reencontrar apressada no meio da multidão, atrasada, bem arrumada, voltando do almoço para entregar mais uma das suas campanhas e você nem vai me ver passar. Alguma coisa, lá no fundo, vai te fazer lembrar do quanto você era feliz, de como dávamos risadas juntos e como acreditávamos que tudo iria ser para sempre. Você vai virar para trás, vai me olhar e talvez não vai se lembrar de mim, talvez não se lembre quando foi feliz.
E eu vou seguir em frente, com algumas lágrimas nos olhos, esperando por mais uma nova vida..."

Gosto de conhecer corações.

Gosto de conhecer corações, e não necessariamente eu preciso estar dentro deles para os conhecer... Gosto de ver aquele sorriso que sai dos lábios mas que nasce no peito, de sentir aquele abraço gostoso que só termina quando as almas se encostam. Adoro aqueles olhares que dizem mais do que mil palavras, e que se realmente dissessem iam me deixar morrendo de vergonha.
Acho lindo promessas de retorno em despedidas de aeroportos... elas me fazem chorar.
Gosto de ler corações...

mas a grafia do seu, eu tento, e não consigo decifrar. Afinal, que língua fala o seu coração?

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Eu queria lembrar...

Lembra de quando a gente sentava na praça, no final do dia, e ficava ali assistindo o sol se pôr? De quando fomos ao mexicano pela primeira vez e ficamos conversando até as cinco da manhã, e parecia que só tinha passado uma hora? E quando saíamos para dançar e esperávamos, no carro, o sábado acordar para irmos embora?
Lembra daquele seu show favorito, dos almoços escondidos, de quando fui conhecer a sua cidade, das nossas viagens, das tardes na piscina, de como eu te olhava, do meu sorriso...

Porque eu...não estou mais lembrando dos detalhes do seu rosto... e eu queria lembrar.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

nem sempre calmo, mas nunca preocupado.

Dê importância para coisas que realmente fazem diferença na sua vida. Pare de correr contra o tempo, e deixe que ele corra atrás de você. Tire o relógio do pulso, quebre os insuportáveis despertadores. Comece a rever suas horas extras no trabalho, provavelmente seu corpo esteja precisando visitar o mar. Despreocupe-se antes de seus cabelos começarem a cair. Apaixone-se, e deixe que os frios na barriga de quando era criança voltem a aparecer. Diga o que pensa, antes de começar a engolir sapos e ficar acima do peso. Coloque no coração apenas bons sentimentos, nele não existe espaço para magoas e preocupações desnecessárias. Reveja sua rotina, viaje, mesmo que for apenas um final de semana. Mexa nas gavetas e doe as roupas velhas, você não precisa de tudo aquilo!
Pare e repare se você está correndo atrás de seus sonhos, ou se seus sonhos estão te fazendo correr...

(sonhos não tem pressa para serem realizados, eles acontecem quando tem que acontecer)

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Detalhes.


Enquanto o sol se despede de mais um domingo de verão, deixando o céu laranja e levando os pássaros aos seus ninhos, e com eles aquela brisa gostosa que me faz pensar na vida e sonhar... Eu me sento na areia olhando o mar e vejo as ondas enfraquecerem com a noite, sinto aquele cheiro de verão, que tornam as pessoas mais felizes. Olho os morros verdes se prepararem para dormir, com a maré cheia banhando seus pés. São estes detalhes que me fazem vivo, feliz, quando me sento, na praia do Tombo.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Me avise!

Quando escrever seu primeiro livro me avise. Assim, poderei te ler em qualquer lugar.

Na noite passada procurei por você...

Na noite passada procurei por você. Entre cabelos e olhares, pessoas sozinhas e em pares, que faziam parte daquele, e de outros lugares. Ingenuamente, minha mente me confundia enxergando teus olhos em outros, teu sorriso em outras bocas. Achei que você pudesse estar por lá, te procurei em meio a multidão. E em um carrossel de sorrisos e olhares encontrei...solidão.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

textos, palavras e atitudes.

" É bom descobrir que em meio à toda essa loucura, onde as metrópoles não dormem, as pessoas não param, as terras tremem, as ondas invadem as casas e as montanhas derretem com as chuvas, ainda existe pessoas que nos fazem feliz através de textos, palavras e atitudes. "

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

voltaremos a surfar...

Iemanjá, este final de semana você levou meu escapulário com você sem eu perceber.
Eu sei que este ano não entreguei suas flores, nem mergulhei para você me abençoar, então, pode ficar com meu escapulário. Não tem problema, leve-o para viajar em suas frias correntes.
Fiquei pensando também, quem pode ter levado foi Netuno, entre uma onda e outra.
Se for assim, me traga ele de volta na onda mais linda e perfeita. Você está em dívida com a gente, as ondas sumiram do mar. Quem sabe assim, voltaremos a surfar.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Moça.

Amanhã eu vou te procurar e te contar tudo o que eu sinto, o quanto te leio, o quanto te anseio. Vou olhar no fundo dos teus olhos e dizer a verdade, falar de saudade, de sinceridade. Tentar aprender o que é o amor, já que em todas as paixões que eu entrei, ninguém nunca me ensinou. Vou bater na tua porta do outro lado da cidade, tocar o meu reggae mais bonito que fala sobre a felicidade. Dizer a quanto tempo tu me encanta, te mostrar o meu mundo, te levar daqui... fugir para Santa.
Porque, talvez, pelas tua palavras foi que eu me apaixonei, pelos teus versos, teus olhos e sorrisos, teus poemas... juro que não sei.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

entre os dedos.


Uma risada, alguns sonhos, um pouco de música,
e alguns pensamentos entre os dedos
Um toque, alguns beijos, um pouco de arritmia no peito
e alguns cabelos entre os dedos
Uma leve brisa na janela, algumas luzes acesas na cidade, um pouco de conversa
e um trago entre os dedos

[E foi assim o passar das horas.]
Os dias se tornaram noites e as noites se transformaram em lindas manhãs de domingo. Tragando sonhos, soprando pensamentos e vendo a zona norte adormecer. (entre os nossos dedos.)

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

esqueceu de aprender...



Ele samba, Ela rock
Ele discreto, Ela de esmalte rosa choque
Ele tomava suco, água de coco e comia açaí
Ela preferia lareira, vinhos, fundie

Ela sol, Ele mar
Ele à escrever, Ela à cantar

[E os dois seguiam juntos esquecendo as diferenças, até que um dia...]

Ela cheia de preconceitos e certezas
Ele admirando todo tipo de beleza
Ela buscando sempre o primeiro lugar com louvor 
Ele não querendo mais ser um vencedor

Ele norte, Ela sul
Ela castanho, Ele azul

Ela viva para trabalhar, Ele trabalhava para viver
Ele queria ensiná-la a sonhar, mas Ela...
esqueceu de aprender.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

faz parte do meu show...

Vou até tua casa, como quem não quer nada
te chamo de amor
Te ensino a sonhar, a ter alguém pra amar
e te falo sobre dor
Conto minhas verdades, falo das minhas metades
em noites de calor
Me enrosco em cabelos, me entrego aos teus beijos
com ar de professor
Faz parte do meu show, faz parte do meu show
meu amor...

De onde eu nunca deveria ter saído...

Enquanto você caminha, o mundo gira, as mentes se enroscam e os desejos se perdem nas madrugadas frias, eu me coloco a parte disso tudo. À parte deste mundo. Enquanto as nuvens choram, as manhãs morrem e nascem as madrugadas, eu fico distante e observo tudo de longe.
Enquanto você mostra quem realmente você é, o que gosta e me surpreende com atitudes que eu jamais imaginaria que viriam de você, eu sento no meu jardim (repleto de sim) e volto para o meu mundo. De onde eu nunca deveria ter saído.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

apenas Livre Arbítrio.

Nunca deixe que te digam que você não pode fazer alguma coisa. Não ouça pessoas que não acreditam em sonhos e consequentemente não os realizam. Mostre para o mundo que eles estão errados, vá sempre atrás da sua felicidade, ela é feita de coisas simples... O mundo é só uma ilha e nós não nascemos para viver enraizados dentro dela. Viaje e conheça lugares que você jamais imaginou, esteja em lugares diferentes, ouça histórias emocionantes e conte as suas também. Faça a vida valer a pena ao invés de deixá-la passar entre seus dedos. Acredite nos mais diferentes mares e em mundos onde as pessoas não envelhecem. Eles realmente existem.
Não pense no medo que uma nova vida traz, mas sim nos novos sonhos, nas novas esperanças, nos novos cheiros e sabores.
Mude.
Transforme sua rotina, torne-se uma pessoa cheia de dúvidas e incertezas, porque certezas absolutas são chatas. Largue tudo, caminhe ao sol, corte os cabelos, troque seu sapato apertado por um chinelo de dedo, deixe o asfalto e corra para a areia, acredite em sereias. Arrume as gavetas, jogue as coisas velhas fora, aprenda a realizar sonhos.
Você vai ver que sua vida depende apenas de você e que para mudar basta, apenas, acreditar. Acredite no chamado, Livre Arbítrio.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Filho de Santa, peixinho é...

Um filho quando parte deixa um pedaço de seu coração em casa. Um filho quando volta traz na mala dias difíceis, novas pessoas e bastante saudade.
Eu prometo, Mãe,
que desta vez, quando eu voltar
em uma onda, ficarei para sempre em seu lar,
meu lugar, meu mar...

Quando esse dia chegar, cuida de mim, traga maré cheia, para ajudar
Santa mãe Catarina, ensinou que tudo que o mar levar, numa onda vai voltar.
Traga em suas ondas cheias seus peixes para me alimentar
e muitos amores que me façam sonhar

na minha jangada derrame coragem para eu realizar
para jogar a minha rede e ter forças para trabalhar
enquanto eu estiver longe me ajude a voltar
visite meus sonhos , não me deixe demorar.

sábado, 1 de janeiro de 2011

oração

"aqui eu sou marajá, a natureza é minha luxuria
viver de frente pro mar, eu sei, sei que DEUS ME AJUDARÁ..."

Peço a Deus e a todos os Santos que me ajudem e protejam, que me dê forças e coragem para uma nova caminhada. Que esta caminhada seja em direção ao mar, protegida por Ogum e Iemanjá.
Na busca pela paz e natureza desejo que todas as Almasbonitas deste mundo emanem boas vibrações e que não permitam deslizes e influencias tendenciosas, nem desviem meu caminho.
Agradeço e peço proteção a todos os grupos de almas que encarnam e desencarnam juntas, de Pretos Velhos e Caboclos à São Jorge. Amém.